Anterior Tocar Parar Próxima

Cantor:


Hino:

Bíblia online


Salmos

Capítulo 1

1 Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

2 Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

3 Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo

4 Não são assim os ímpios

5 Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.

6 Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos

Capítulo 2

1 Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs?

2 Os reis da terra se levantam e os governos consultam juntamente contra o SENHOR e contra o seu ungido, dizendo:

3 Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas.

4 Aquele que habita nos céus se rirá

5 Então lhes falará na sua ira, e no seu furor os turbará.

6 Eu, porém, ungi o meu Rei sobre o meu santo monte de Sião.

7 Proclamarei o decreto: o SENHOR me disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei.

8 Pede-me, e eu te darei os gentios por herança, e os fins da terra por tua possessão.

9 Tu os esmigalharás com uma vara de ferro

10 Agora, pois, ó reis, sede prudentes

11 Servi ao SENHOR com temor, e alegrai-vos com tremor.

12 Beijai o Filho, para que se não ire, e pereçais no caminho, quando em breve se acender a sua ira

Capítulo 3

1 [Salmo de Davi, quando fugiu de diante da face de Absalão, seu filho] SENHOR, como se têm multiplicado os meus adversários! São muitos os que se levantam contra mim.

2 Muitos dizem da minha alma: Não há salvação para ele em Deus. (Selá.)

3 Porém tu, SENHOR, és um escudo para mim, a minha glória, e o que exalta a minha cabeça.

4 Com a minha voz clamei ao SENHOR, e ouviu-me desde o seu santo monte. (Selá.)

5 Eu me deitei e dormi

6 Não temerei dez milhares de pessoas que se puseram contra mim e me cercam.

7 Levanta-te, SENHOR

8 A salvação vem do SENHOR

Capítulo 4

1 [Salmo de Davi para o músico-mor, sobre Neginote] Ouve-me quando eu clamo, ó Deus da minha justiça, na angústia me deste largueza

2 Filhos dos homens, até quando convertereis a minha glória em infâmia? Até quando amareis a vaidade e buscareis a mentira? (Selá.)

3 Sabei, pois, que o SENHOR separou para si aquele que é piedoso

4 Perturbai-vos e não pequeis

5 Oferecei sacrifícios de justiça, e confiai no SENHOR.

6 Muitos dizem: Quem nos mostrará o bem? SENHOR, exalta sobre nós a luz do teu rosto.

7 Puseste alegria no meu coração, mais do que no tempo em que se lhes multiplicaram o trigo e o vinho.

8 Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, SENHOR, me fazes habitar em segurança.

Capítulo 5

1 [Salmo de Davi para o músico-mor, sobre Neilote] Dá ouvidos às minhas palavras, ó SENHOR, atende à minha meditação.

2 Atende à voz do meu clamor, Rei meu e Deus meu, pois a ti orarei.

3 Pela manhã ouvirás a minha voz, ó SENHOR

4 Porque tu não és um Deus que tenha prazer na iniqüidade, nem contigo habitará o mal.

5 Os loucos não pararão à tua vista

6 Destruirás aqueles que falam a mentira

7 Porém eu entrarei em tua casa pela grandeza da tua benignidade

8 SENHOR, guia-me na tua justiça, por causa dos meus inimigos

9 Porque não há retidão na boca deles

10 Declara-os culpados, ó Deus

11 Porém alegrem-se todos os que confiam em ti

12 Pois tu, SENHOR, abençoarás ao justo

Capítulo 6

1 [Salmo de Davi para o músico-mor em Neginote, sobre Seminite] SENHOR, não me repreendas na tua ira, nem me castigues no teu furor.

2 Tem misericórdia de mim, SENHOR, porque sou fraco

3 Até a minha alma está perturbada

4 Volta-te, SENHOR, livra a minha alma

5 Porque na morte não há lembrança de ti

6 Já estou cansado do meu gemido, toda a noite faço nadar a minha cama

7 Já os meus olhos estão consumidos pela mágoa, e têm-se envelhecido por causa de todos os meus inimigos.

8 Apartai-vos de mim todos os que praticais a iniqüidade

9 O SENHOR já ouviu a minha súplica

10 Envergonhem-se e perturbem-se todos os meus inimigos

Capítulo 7

1 [Sigaiom de Davi que cantou ao SENHOR, sobre as palavras de Cuxe, homem benjamita] SENHOR meu Deus, em ti confio

2 Para que ele não arrebate a minha alma, como leão, despedaçando-a, sem que haja quem a livre.

3 SENHOR meu Deus, se eu fiz isto, se há perversidade nas minhas mãos,

4 Se paguei com o mal àquele que tinha paz comigo (antes, livrei ao que me oprimia sem causa),

5 Persiga o inimigo a minha alma e alcance-a

6 Levanta-te, SENHOR na tua ira

7 Assim te rodeará o ajuntamento de povos

8 O SENHOR julgará os povos

9 Tenha já fim a malícia dos ímpios

10 O meu escudo é de Deus, que salva os retos de coração.

11 Deus é juiz justo, um Deus que se ira todos os dias.

12 Se o homem não se converter, Deus afiará a sua espada

13 E já para ele preparou armas mortais

14 Eis que ele está com dores de perversidade

15 Cavou um poço e o fez fundo, e caiu na cova que fez.

16 A sua obra cairá sobre a sua cabeça

17 Eu louvarei ao SENHOR segundo a sua justiça, e cantarei louvores ao nome do SENHOR altíssimo.

Capítulo 8

1 [Salmo de Davi para o músico-mor, sobre Gitite] O SENHOR, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome em toda a terra, pois puseste a tua glória sobre os céus!

2 Tu ordenaste força da boca das crianças e dos que mamam, por causa dos teus inimigos, para fazer calar ao inimigo e ao vingador.

3 Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste

4 Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites?

5 Pois pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste.

6 Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das tuas mãos

7 Todas as ovelhas e bois, assim como os animais do campo,

8 As aves dos céus, e os peixes do mar, e tudo o que passa pelas veredas dos mares.

9 O SENHOR, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome sobre toda a terra!

Capítulo 9

1 [Salmo de Davi para o músico-mor, sobre Mute-Láben] Eu te louvarei, SENHOR, com todo o meu coração

2 Em ti me alegrarei e saltarei de prazer

3 Porquanto os meus inimigos retornaram, caíram e pereceram diante da tua face.

4 Pois tu tens sustentado o meu direito e a minha causa

5 Repreendeste as nações, destruíste os ímpios

6 Oh! inimigo! acabaram-se para sempre as assolações

7 Mas o SENHOR está assentado perpetuamente

8 Ele mesmo julgará o mundo com justiça

9 O SENHOR será também um alto refúgio para o oprimido

10 Em ti confiarão os que conhecem o teu nome

11 Cantai louvores ao SENHOR, que habita em Sião

12 Pois quando inquire do derramamento de sangue, lembra-se deles: não se esquece do clamor dos aflitos.

13 Tem misericórdia de mim, SENHOR, olha para a minha aflição, causada por aqueles que me odeiam

14 Para que eu conte todos os teus louvores nas portas da filha de Sião, e me alegre na tua salvação.

15 Os gentios enterraram-se na cova que fizeram

16 O SENHOR é conhecido pelo juízo que fez

17 Os ímpios serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus.

18 Porque o necessitado não será esquecido para sempre, nem a expectação dos pobres perecerá perpetuamente.